Dicas de Como Usar o FGTS para Comprar Imóveis?

Dicas de Como Usar o FGTS para Comprar Imóveis

Como Usar o FGTS para Comprar Imóveis? Esta é uma dúvida muito comum, principalmente entre aqueles que não possuem experiência com a compra de imóveis. Mas, saiba que é possível sim utilizar o FGTS para comprar imóveis, é o que vamos ver agora neste artigo.

Regras ao usar o FGTS para comprar imóveis

Conquistar sua casa própria é o sonho de todo o trabalhador brasileiro, e hoje em dia este sonho já não é mais impossível, já que há muitas facilidades para quem deseja  ter um bem como este. Atualmente, além do FGTS, encontramos ainda boas taxas de financiamento e o “Minha Casa, Minha Vida”.

Muitos especialistas recomendam o uso do FGTS apenas para a compra de imóveis, pois esta pode ser uma opção muito mais vantajosa do que pedir um empréstimo com juros altos. Podemos utilizar este recurso para adquirir imóveis em construção para investimento, ou simplesmente para residência.

Devemos saber antes de tudo, que o Fundo de Garantia Por Tempo de Serviço nada mais é do que os valores que são depositados por empregadores em contas específicas na Caixa Econômica Federal. Este montante é depositado mensalmente, e equivale a 8% dos vencimentos que constam na folha do trabalhador.

O Fundo foi criado no ano de 1966, e atualmente, pode ser utilizado para diversas finalidades, incluindo a compra da casa própria. Procure saber quais são as exigências do banco para que o Fundo possa liberado para esta finalidade.

Somente o trabalhador que foi mandado embora sem justa causa é que pode ter o direito de sacar o benefício com as documentações em dia. Para conseguir financiar o imóvel, este deve cumprir alguns requisitos que a Caixa exige.

Como por exemplo, o imóvel deve ser em área urbana, e o comprador não poderá ter imóvel financiado ou comprado, em seu local de moradia ou trabalho.

Quando o FGTS deve ser utilizado?

Super Dicas de Como Usar o FGTS para Comprar ImóveisExistem algumas situações que a legislação trabalhista autoriza o uso do FGTS para cobrir algum tipo de gasto que seja necessário, veja a seguir alguns exemplos de situação onde podemos aplicar o dinheiro:

Compra e construção de imóvel

Com o dinheiro que foi liberado para o trabalhador, é possível construir ou mesmo comprar um imóvel, desde que, este atenda às exigências da CEF e ainda esteja com suas documentações e multas em dia. Há também, a possibilidade de quitar parte do valor do imóvel ou o total, dependendo do valor que o cliente possa ter em sua conta.

Use na amortização do saldo devedor

O benefício pode ser utilizado para diminuir o saldo devedor, caso o financiamento seja realizado por meio de SFH, este procedimento pode ser feito sem problema algum, devemos lembrar que é necessário consultar as condições com o banco sempre.

Pague uma parte do valor das prestações

Se pretende deixar seu orçamento em dia, o FGTS pode te ajudar. Se o financiamento está dentro do Sistema Financeiro de Habitação, o cliente consegue reduzir o valor das parcelas em até 80%, num prazo de até 12 meses, o que faz com que o benefício seja atraente.

Nunca utilize FGTS para pagar bens de familiares, ou mesmo para a compra de materiais de construção, a Caixa disponibiliza outros meios para quem necessitar de materiais para reforma de casa ou apartamento.

O recurso também não pode ser utilizado para a compra de terrenos que ainda estão em construção, o dinheiro deve ser útil apenas para imóveis que já estão prontos para morar. Fique atento(a), para não ter seu direito negado, não esqueça de pedir informações a respeito de documentação.

Quais taxas são cobradas para liberação do FGTS?

Quando nos referimos a imóveis, sempre existem taxas para serem pagas, e com o FGTS não é diferente. Até para ser liberado, há uma taxa que deve ser paga. Neste caso, devemos ficar de olho nas taxas de administração e ainda com a taxa de Intermediação do FGTS.

Esses valores podem ser consultados no próprio site da Caixa, e é primordial que os clientes façam essa consulta para não serem surpreendidos com a despesa extra. Antes de fazer um financiamento, verifique quais são as taxas que devem ser pagas para não atrapalhar seu  orçamento.

Faça vistoria do imóvel

Sempre vamos recomendar que seja feito uma vistoria do imóvel, para fazer este procedimento da maneira correta, o banco deve encaminhar um engenheiro ou um arquiteto de confiança e que tenha o CREA do seu estado de origem.

Durante a vistoria, os clientes já devem deixar separado toda a documentação, tanto para o lado do comprador como para o vendedor, ambos devem apresentar a documentação pessoal e do imóvel. O banco deve fazer uma análise para saber se a documentação é válida e verídica.

Somente o vendedor deve utilizar o dinheiro liberado, essa prática existe para evitar uma possível fraude, pois como sabemos existem alguns casos de fraudes envolvendo o FGTS e por isso, a Caixa é muito exigente na hora de liberar este tipo de recurso.

Conheça o serviço imobiliário online no Rio de Janeiro

Conheça o serviço imobiliário online no Rio de JaneiroNo Rio de Janeiro, o carioca tem acesso a um dos melhores serviços imobiliários do país, para comprar ou vender imóveis em bairros como Barra da Tijuca, Jacarepaguá, e toda a zona sul do Rio. Em uma única taxa, os clientes podem ter acesso a serviços como acompanhamento de visitas presenciais, negociação online, e até a liberação de financiamento.

Tudo para proporcionar conforto para o cliente, e este ainda não precisa pegar enormes filas em cartórios, o que sabemos que no Brasil lidar com a legislação é muito desgastante. Os clientes podem comprar ou anunciar imóveis sem ter que sair de casa. Atendemos proprietários e construtoras que tenham imóveis disponíveis para anunciar.

Ao anunciar, fale a verdade a respeito do imóvel, deixe destacado os benefícios que o imóvel pode trazer para os clientes, e utilize nosso recurso de visualização de 360º graus, para mostrar todos os detalhes necessários para ajudar a fechar o negócio.

Conclusão

Como Usar o FGTS para Comprar Imóveis? Inscreva-se ainda hoje, para poder ter acesso ao nosso portal, tudo do conforto de sua casa com toda a praticidade que os clientes cariocas merecem, e podem ter tudo isso sem sofrer nenhum tipo de dano ou de transtorno.

Onde Procurar Imóveis para Comprar no Rio de Janeiro?

Onde Procurar Imóveis para Comprar no Rio de Janeiro

Onde procurar imóveis para comprar? Encontrar um imóvel pode ser uma tarefa muito complicada para os iniciantes, por isso, os serviços imobiliários online podem ajudar nesta tarefa, no Rio de Janeiro os clientes já  contam com este tipo de serviço, para poder comprar e vender imóveis com muita segurança.

Mercado Imobiliário em 2019

O mercado imobiliário no Rio de Janeiro está em crescimento, após passar por uma recessão grave que estagnou toda a cidade, e também o estado. De acordo com especialistas, 2019 ainda é bom momento para investir em imóveis, tanto para alugar como para comprar.

Atualmente, a construção civil representa 6% de todo nosso PIB o que é muito bom para todo o mercado nacional. Este índice quebra uma sequência de índices ruins dos últimos anos, que acabou prejudicando muitos investidores.

Se deseja saber mais sobre dados atraentes para o setor, veja o que diz o Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), nesse primeiro trimestre a construção civil obteve um crescimento de 9,7% nas vendas e com relação ao lançamento cerca de 4%.

Os lançamentos podem representar aproximadamente de 10% a 15% de toda a venda referente à imóveis residenciais. As moradias de médio e alto padrão chegaram a representar R$ 5,77 bilhões no mês de abril deste ano, é um lucro maior do que com relação ao ano de 2018, onde o Brasil ainda estava em crise.

Vale lembrar que, este ano a taxa Selic esta em torno de 6% ao ano, o que é um incentivo para muitos investidores que pretendem alugar ou vender.

Postos de trabalho na construção civil

O ano de 2019 conseguiu gerar bons postos de trabalho para quem tem experiência com a construção civil, como pedreiros, mestres de obras e engenheiros. Foram abertos cerca de 50.899 vagas, o que representa um crescimento de 2,24%.

O interior do país também conquistou uma movimentação positiva no mercado imobiliário, o que aumentou a procura por serviços imobiliários online. No entanto, temos sempre que orientar para ter cuidado com preços muito baratos, e procurar sempre pesquisar sobre a credibilidade dos serviços imobiliários.

Averigue se o imóvel está em dia com as documentações, pois podem ser um impedimento para a liberação do financiamento.

Onde procurar imóveis para comprar?

Agora proprietários e construtoras podem divulgar seus imóveis com muita segurança para toda a zona sul do Rio de Janeiro, disponibilizamos um serviço de tour virtual de 360º graus, para que os clientes possam ver o imóvel em todos os ângulos possíveis.

Onde Procurar Imóveis para Comprar no Rio de Janeiro - TrindonPrestamos ainda, serviços como avaliação, acompanhamento de visitas, negociação, análise e liberação de financiamento, os valores já estão inclusos na taxa, e não há necessidade de ter que ir em cartórios pessoalmente.

Devemos lembrar que, nosso portal trabalha apenas com imóveis prontos para morar, atendemos bairros como  Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Jacarepaguá, e outros bairros que pertencem à zona sul do Rio de Janeiro.

Conclusão

Onde procurar imóveis para comprar? Confira aqui em nosso site a lista dos melhores imóveis disponíveis no Rio de Janeiro. Com uma busca rápida, você encontrá exatamente o que está procurando, são imóveis novos, bem localizados, com alto padrão e o requinte que você e sua família merece, confira!

Vale a Pena comprar um imóvel em Ipanema?

Vale a Pena comprar um imóvel em Ipanema

O bairro de Ipanema é um dos mais famosos e conhecidos do Rio de Janeiro, localizado na Zona Sul, o bairro é vizinho de outros cartões postais da cidade como o bairro do Leblon e Copacabana.  Mas, vale realmente a pena comprar um imóvel em Ipanema?

Para responder a esta pergunta, a partir de agora analisaremos  algumas vantagens de morar ou possuir um imóvel no bairro, confira:

A famosa Praia de Ipanema

Comprar um imóvel em Ipanema - A PraiaA praia de Ipanema além de imortalizada pelos poetas Vinícius de Moraes e Tom Jobim, com a famosa canção Garota de Ipanema, é uma das praias mais visitadas e famosas do mundo. Sem sombra de dúvidas a praia,  é o cartão de visitas do Bairro.

Conhecida por ser um reduto de lazer para família,  a orla da praia de Ipanema é um lugar de gente bonita e de bem com a vida.

Fácil acesso a outras regiões da cidade

Quem mora em Ipanema não tem do que reclamar com relação a localização, o bairro possui um acesso bem rápido as demais regiões da cidade, é possível se deslocar rapidamente pelas vias da cidade tanto de transporte particular ou público. 

As linhas de ônibus são bem distribuídas e o bairro ainda possui várias estações do metrô. Poucos bairros no Rio de Janeiro, estão tão bem servidos de alternativas de transportes como o bairro de Ipanema.

Educação, serviços e um comércio movimentado

Educação uma das grandes vantagens de morar ou comprar um imóvel em Ipanema, são as opções relacionadas à educação. A qualidade do ensino se destaca pois o bairro possui várias instituições  renomadas como: O Colégio São Paulo, Universidade Cândido Mendes e o tradicional Colégio Notre Dame.

Comércio –  outro diferencial do Bairro é o movimentado comércio.  Em Ipanema é possível encontrar lojas de todos os tipos, entre elas as mais famosas grifes. Nas ruas Maria Quitéria Garcia d’Ávila  e Visconde de Pirajá, encontram-se os estabelecimentos comerciais mais luxuosos do Rio de Janeiro.

Em Ipanema estão localizados os bares e restaurantes mais famosos e frequentados da cidade, com opções para todos os gostos e perfis. O fim de semana do bairro é sempre cheio de opções de lazer e diversão, tanto para quem busca algo mais tranquilo, como quem prefere algo mais agitado.

Serviços –  em Ipanema é possível contar com os mais variados tipos de serviços. É possível encontrar, por exemplo, um encanador ou um eletricista às 2 horas da manhã. Os serviços públicos como água, luz, telefonia, farmácias e clínicas de saúde, funcionam perfeitamente e possuem um dos menores índices de reclamações da cidade.

O bairro respira Cultura

Se você pensa que morar em Ipanema é apenas aproveitar a praia e as atividades ao ar livre, lhe passaram a informação errada. O bairro de Ipanema literalmente respira Cultura, pois abriga os melhores teatros,  museus e galerias de artes da cidade:

O teatro Ipanema –  muito conhecido pela variedade de espetáculos,  o teatro sempre se renova com atrações tanto para crianças como para adultos; para quem gosta de um bom musical, o teatro Ipanema é o local ideal para visitar com a família aos fins de semana.

Museu Amsterdam Sauer –  você gosta de joias, pedras preciosas,  luxo e sofisticação? Então você precisa conhecer o museu,  este possui um vasto acervo de peças como colares de Jóias preciosas, coroas,  gargantilhas, e demais peças que fizeram parte do acervo da coroa Imperial de Dom Pedro II.

Comprar um imóvel em Ipanema - Museu Amsterdan SauerGaleria Ipanema – agora se você prefere arte de primeiro mundo, visite a Galeria Ipanema, com um acervo incrível dos principais artistas da era Modernista no Brasil e no mundo, é possível se encantar com obras desde Volpi, di Cavalcanti, Cândido Portinari,  entre outros.

Casa de Cultura Laura Alvim –  recém reformada,  esse é o ambiente perfeito para quem procura várias formas de diversão cultural. O local dispõe de salas de cinema, salas de teatro, galerias, produz várias exposições, além de cursos e aulas de teatro, abriga eventos dos mais variados temas. Um dos destaques da Casa de Cultura, é o café da manhã direto do solar, admirando a linda vista para a praia de Ipanema.

Comprar um imóvel em Ipanema – A Valorização

De acordo com o sindicato de habitação do Estado do Rio de Janeiro (SECOVI RIO), o bairro faz parte de uma das regiões mais valorizadas da cidade, morar ou possuir um imóvel em Ipanema, é sem dúvidas,  um dos melhores investimentos, tanto para curto ou longo prazo.

Diante de tantas vantagens, agora fica fácil responder a pergunta lá no primeiro parágrafo, SIM… vale muito a pena comprar um imóvel em Ipanema!

Cuidados na Compra e Venda de Imóveis – Certidões, Documentos e Escritura

Falando acerca dos cuidados na compra e venda de móveis, também abordaremos os documentos e as certidões necessárias quanto as esses cuidados em linguagem simples e bem fácil entender, evitando termos técnicos, para que fique compreensível a todos, fechado?

Não estamos falando para advogados e sim para um público geral, então vamos ser o mais simples possível, utilizando uma linguagem menos técnica.

 

Quais os principais perigos na compra e venda de imóveis?

Imagine a seguinte cena: O vendedor, o Imóvel e o Comprador.

A primeira coisa importantíssima a ser percebida, é que o vendedor nem sempre é o PROPRIETÁRIO.

Nós temos que guardar muito bem esta termo: PROPRIETÁRIO.

Quem é o PROPRIETÁRIO?

Quem é o verdadeiro PROPRIETÁRIO DO IMÓVEL?

Um dos perigos na compra de imóveis, é comprar um imóvel de um mero Possuidor que não é o Proprietário e sim apenas um possuidor.

Ele pode parecer dono, ele pode dizer que é dono, mas não é, e este é um grande problema que ocorre com muita frequência.

Nós temos muitas pessoas que perderam todo seu dinheiro investido, perderam o imóvel mais tarde, simplesmente porque comprou de uma pessoa que não era o proprietário e sim um mero possuidor.

 

Veja alguns outros exemplos de erros cometidos abaixo:

 

O proprietário falecido: Comprando um imóvel que o ex proprietário faleceu, e existe a pendência de inventário.

Nós sabemos que ao falecer é obrigatória a realização do inventário. Os herdeiros, o cônjuge meeiro ou meeira tem que se unir e fazer o inventário, e não fazendo inventário, essa pendência deixa o imóvel com a propriedade irregular, porque não houve a partilha, porque não houve o formal de partilha, então não é possível vender esse imóvel de forma legal ou o filho acaba realizando a venda irregular do imóvel.

 

Comprar um imóvel com dívidas, por exemplo – Iptu e Condomínio:

As vezes o proprietário não paga IPTU a muito tempo, existe até uma execução fiscal, uma ação judicial ou uma dívida ativa registrada quanto ao imóvel à venda. Quem comprar vai assumir essa dívida de IPTU ou também de Condomínio e outras dívidas que nós também veremos mais detalhadamente adiante.

 

Comprar imóvel de insolvente/fraude à execução:

Essas 2 expressões são muito utilizadas no meio judicial e mais adiante explicaremos do que se trata.

Quem muitas vezes não é do ramo, não vivencia aquele meio, às vezes não têm a dimensão destes riscos, por isso nós estamos falando aqui, mas é bom enfatizar que é uma coisa que infelizmente ocorre com muita frequência.

 

Riscos mais Comuns:

 

Sofrer a ação judicial do verdadeiro proprietário:

Então existe um imóvel, quem vendeu não foi o proprietário, e aquela pessoa que se tornou proprietária por algum meio judicial ou já era proprietária, promove ação contra quem comprou, e essa pessoa que comprou do suposto proprietário, comprou mal e acaba perdendo o imóvel.

 

A nulidade do contrato de compra e venda por irregularidades, por exemplo – um contrato de gaveta que oferece nenhuma segurança ao comprador:

Nós também falaremos mais adiante do que se trata o contrato de gaveta.

 

Mencionando os documentos necessários para os cuidados na compra do imóvel:

 

O vendedor casado vende o imóvel sem autorização do cônjuge:

O vendedor é casado, a esposa tem que autorizar, e a outorga pulsória, se ela não autorizar, a venda é irregular, não pode. O vendedor casado, comunhão parcial, comunhão universal, assim o cônjuge tem que assinar. Até mesmo na separação total para evitar dúvidas é bom também ensinar.

 

Imóvel penhorado:

A pessoa compra o imóvel e não tem conhecimento, não busca saber pesquisar para verificar se aquele imóvel possui uma penhora, e esse imóvel as vezes está indo para leilão, para hasta pública, e a pessoa compra sem saber disso.

Vai perder o imóvel!

Quando ocorrer a hasta pública, ela vai receber a notícia para que saia do imóvel com urgência em tantos dias, e aí não tem muito o que fazer, é um caso bastante triste que também ocorre com muita frequência.

Despejo, reintegração de posse, emissão na posse, que são as ações contra esses compradores que não tomam os devidos cuidados.

 

Dicas Gerais, para não levar o gato por lebre:

 

Quem é o PROPRIETÁRIO do imóvel?

Nós estamos falando de Propriedade, e também não de Posse.

Não vamos dar as definições de proprietário e possuidor, porque não é objetivo deste artigo, mas nós temos que saber que existe o Proprietário do Imóvel.

Não se pergunta quem está na posse, quem está morando, quem parece ser dono, que está dentro da casa dizendo que é dono, nós estamos perguntando quem é o PROPRIETÁRIO.

 

Para entender melhor, é só imaginar o imóvel com uma certidão de nascimento:

Nós temos a nossa certidão de nascimento, correto?

Tem lá o nome do pai, nome da mãe, a cidade em que você nasceu, todos os dados.

Imagine o imóvel como uma pessoa que tem uma certidão de nascimento. Conseguiu imaginar?

Quando a pessoa casa, o cartório de registro civil passa a ter ali, a certidão de casamento, a pessoa já não usa mais certidão de nascimento e sim certidão de casamento, correto?

Se ela divorcia, é então averbada a escritura de divórcio lá na certidão de casamento. Qualquer um que consultar, porque a consulta é pública, qualquer pessoa que consultar lá no cartório a certidão de casamento de determinada pessoa, vai perceber, vai tomar conhecimento que aquela pessoa está ou foi divorciada. Por que? Porque está constando lá no registro.

A mesma coisa é o imóvel.

Se A vendeu para B, B vendeu para C e C vendeu para D, tudo estará registrado na matrícula, no registro de imóveis, logo quem quiser saber a cerca do imóvel, o mínimo, o básico, a primeira coisa é consultar a matrícula atualizada no registro de imóveis.

Porque se eu tiver uma matrícula expedida a 2 anos atrás, a 1 ano ou a 6 meses atrás, ela pode não mais representar a realidade de hoje, porque a 3 meses atrás foi vendido para uma outra pessoa, aconteceu alguma coisa. Se eu tiver a matrícula de 6 meses atrás, obviamente eu não terei conhecimento da realidade atual do imóvel.

 

Outra dica muito importante: Retirar todas as certidões negativas.

Quanto as certidões negativas, é bem simples.

Eu quero saber se aquele proprietário tem dívidas, então eu pego uma certidão negativa de um determinado órgão, por exemplo: Protesto – vou retirar uma certidão negativa de protesto. Para que? Para saber se o proprietário tem ou não protestos em seu nome.

 

Eu quero saber se aquele imóvel tem dívida de IPTU?

Então eu tiro uma certidão negativa na prefeitura para saber se tem uma dívida de IPTU.

Falando um pouco mais sobre o registro de imóveis, o código civil em seu artigo 1.245, ele diz que:

Transfere-se entre vivos a propriedade mediante o registro do título translativo no registro de imóvel.

Aquela antiga frase conhecida: Só é dono quem registra.

Você comprou o imóvel, você tem que se dirigir ao registro de imóveis e fazer o registro, senão você corre grandes riscos por falta do registro.

Existem vários cartórios de registros de imóveis com suas respectivas regiões. Basta você pesquisar onde o seu imóvel está registrado e fazer o registro da compra, o mais rápido possível. É muito importante lembrar que é preciso registrar a compra do imóvel.

O registro de imóveis, inscreve os documentos relacionados aos bens imóveis, como escrituras públicas de compra e venda, doação, hipoteca, alienação fiduciária em garantia, além de expedir certidões de propriedade de imóveis.

Como nós já falamos, se você quiser uma certidão de propriedade de imóvel, basta você se dirigir ao cartório de registro de imóveis.

Bom lembrar que não é cartório de notas, não é o cartório de registro civil, é o cartório de registro de imóveis.

Algumas pessoas não conseguem as vezes distinguir, mas são cartórios diferentes, cada um com as suas atividades.

 

Dica! Não confunda:

Uma coisa muito importante é que às vezes a pessoa por ser leiga, olha aqueles documentos e não consegue identificar a diferença. É bem fácil presenciar uma pessoa entregar um papel, documento, acreditando que aquele documento lhe dá a propriedade do imóvel, quando na verdade ela está com o contrato particular de compromisso de compra e venda, e ela acredita que aquilo por si só é suficiente para lhe dar a propriedade do imóvel.

Isso não está correto!

Uma coisa é uma escritura de compra e venda registrado no cartório de imóveis. Outra coisa completamente diferente, é um compromisso de compra e venda.

Nós já falamos que compromisso não pode significar uma escritura definitiva, uma propriedade, é apenas um compromisso.

Não confunda Compromisso com Escritura de Compra e Venda.

O vendedor só vai passar a escritura definitiva quando o valor do imóvel for quitado.

Ocorre que o imóvel ainda permanece em nome do vendedor.

 

Fez uma escritura pública de promessa de compra e venda?

Registre a promessa de compra e venda no cartório de registro de imóveis.

Para que? Para que você se resguarde. Porque se você deixar este documento na sua casa, na sua gaveta, se ele não estiver lá no registro de imóveis, não haverá conhecimento público disso, ninguém sabe, não tem como ninguém saber se existe este documento. Alguém poderá vender, averbar, fazer qualquer tipo de negócio lá e o seu documento está guardando na gaveta. É um erro grande: nunca cometa este erro!

Lembre-se do imposto do ITBI (Imposto de transmissão de bens imóveis), no Rio de Janeiro por exemplo, hoje está 3% do valor de avaliação da prefeitura, então já considere na compra que você terá que pagar o ITBI, considere também o valor da escritura e o cartório. O próprio cartório pode te informar acerca desses valores de acordo com cada Estado e cada Município.

 

As certidões negativas:

As certidões são documentos que mostram a situação financeira do proprietário vendedor, dívidas protestadas como nós já dissemos e processos judiciais.

Eu quero saber se o proprietário tem um processo judicial, uma execução, isso é muito importante, algumas pessoas não sabem, nós falaremos aqui a cerca da fraude à execução.

Para evitar a penhora dos bens em razão de dívidas do vendedor: fiscais, trabalhistas, cíveis, alguns devedores começam a se desfazer de todos os seus bens. É o que se chama “Fraude à Execução”.

Isso tem uma implicação direta a quem compra os bens.

Então A tem dívidas, têm uma ação trabalhista contra ele. Ele tinha uma empregada, tinha uma empresa e sofreu uma ação trabalhista. A justiça do trabalho quer penhorar os bens de A para pagar aquela dívida daquele trabalhador.

Então lá tem 100 mil reais de dívida da ação judicial trabalhista, a justiça do trabalho vai penhorar aquele imóvel, e A sabendo da penhora, sabendo da iminente penhora que vai acontecer a qualquer momento, ele vende para B:  Isso é fraude a execução, é dilapidação de patrimônio. B vai comprar, mas vai perder o imóvel porque a justiça vai penhorar, vai tomar aquele imóvel.

Se B estivesse consultado, tivesse retirado as certidões negativas, ele saberia que A tem uma penhora eminente, tem uma dívida.

As certidões negativas são muitas, nós colocamos algumas aqui, mas não se prenda.

 

Atenção!

Sempre pesquisar dívidas relativas ao imóvel e também ao proprietário. São coisa distintas.

Nós vamos verificar se há dívidas no imóvel, vamos retirar certidões no registro de imóveis, vamos verificar se aquele imóvel tem dívidas, quem é o proprietário, se há alguma pendência e etc, e também retiraremos certidões do vendedor, do proprietário.

Verificar se ele tem dívida, se ele tem ações judiciais e execuções.

 

Ficou com alguma dúvida ou gostaria de deixar uma sugestão?

Deixe seu comentário abaixo.