Vender Imóvel Agora ou Esperar? O Que Considerar?

Vender Imóvel Agora ou Esperar- O Que Considerar

Saber se é hora de vender imóvel agora ou esperar pode ser complicado para muitos brasileiros, principalmente porque ainda estamos passando por uma crise financeira complicada que aos poucos está normalizando.

A partir de agora veremos alguns pontos importantes que nos ajudarão a entender como está o mercado imobiliário e se realmente vale a pena vender o seu imóvel neste momento, confira!

Saiba em que momento deve vender seu imóvel 

Para entender como funciona o mercado imobiliário devemos saber que a formação de preço depende de vários fatores, que podem ser econômicos, ou ainda pode estar relacionado às características de uma cidade. 

Se queremos evitar prejuízo financeiro e patrimonial, devemos reconhecer quais as vantagens e oportunidades que este mercado pode nos oferecer, e então identificar qual o momento ideal para vender seu imóvel. 

Os especialistas orientam que, se o imóvel está com uma valorização considerável, ou seja, quando o mercado toma como base o preço de compra, pode ser uma boa hora para colocá-lo para venda. Não devemos nos esquecer de avaliar a situação do mercado até o momento, pois como sabemos o mercado imobiliário pode oscilar muito. 

Devemos pesquisar se a aplicação irá trazer uma rentabilidade e uma segurança desejada por todos que querem vender seus imóveis. A economia nacional pode sim interferir diretamente nas negociações. Vimos isso acontecer desde 2014, quando começou a crise econômica, muitas pessoas não conseguiam nem sequer alugar quanto mais vender. 

A alta do juros e a elevação da taxa Selic também acabou atrapalhando o mercado imobiliário. Devido ao fato de o crédito imobiliário ter ficado mais caro, os preços dos imóveis ficaram muito baixos, o que não é ideal para quem vende.

Como a recuperação da economia pode ajudar o mercado?

Após 2017, a economia vem mostrando sinais de recuperação, o que tem animado muitas pessoas que têm imóveis à venda, mas mesmo assim, o setor merece cuidado e atenção. Atualmente, a economia encontra-se aquecida, o que pode ser um bom indicativo para o mercado imobiliário. 

Para quem trabalha com vendas de imóveis, este pode ser um bom momento para quem quer vender aquele imóvel que está difícil de ser negociado. 

Cuidado com os fatores locais 

Vender Imóvel Agora ou Esperar- Recuperação do mercadoNa hora de comprar ou vender um imóvel, temos que analisar os fatores locais, que podem ser responsáveis por definir uma possível valorização ou desvalorização do imóvel. Devemos alinhar também às características dos imóveis, afinal as tendências podem mudar de situação para situação. 

Caso contratar um corretor, lembre-se que este profissional deve ter CRECI, e ao menos o curso técnico em serviços imobiliários, para passar mais credibilidade ao cliente no momento de compra e venda de imóveis. 

Tenha cuidado com ofertas muito baratas, a internet já mostrou que há muitos golpistas oferecendo falsas propagandas, por isso, consulte sempre que possível. 

Conclusão 

Vender imóvel agora ou esperar? Com a melhora da economia no Brasil e no mundo, o cenário para quem tem imóvel pode estar mais favorável. Por conta disso, se você tem um imóvel ou quer alugar, nossa plataforma é 100% online, rápida e segura. Não perca tempo, faça o seu cadastro em nosso site, e venda seu imóvel! ainda este mês.

Como Vender Imóvel de Herança Rapidamente?

Vender Imóvel de Herança - Quem pode ter direito à herança

Vender imóvel de herança pode ser um processo demorado e complicado quando não for feito da maneira correta. Se o imóvel estiver em fase de inventário, os compradores devem ter muito cuidado com a documentação. 

Veja como vender imóvel de herança

Devemos saber que, os processos de inventário no Brasil são considerados as etapas mais lentas que existem. Por isso, os clientes que estão realizando inventários, devem ter muito cuidado com a documentação. 

Na hora de apurar o imposto causa mortis, é o que deixa o processo muito demorado, pois as Receitas Estaduais não dão conta da demanda nos estados. De acordo com advogados especialistas em setor imobiliário, é possível vender imóvel de herança mesmo que esteja em fase de inventário. 

No entanto, os herdeiros devem seguir alguns requisitos quando forem negociar sua parte para poder vender. Se deseja realizar a transferência do chamado quinhão hereditário, é necessário ter um instrumento chamado de “cessão de  direitos hereditários”.

Somente podemos realizar esta sessão por meio de uma escritura pública. Logo, temos que orientar que não se pode fazer a cessão de apenas uma parte da herança, ou seja, se os herdeiros forem donos de 3 imóveis, um dos herdeiros não poderá escolher um imóvel para realizar a venda. 

Neste caso, é recomendável ceder a participação nos 3 imóveis, assim se os herdeiros conseguirem um comprador, este pode obter os direitos hereditários da pessoa que cedeu sua parte. 

O que mais os especialistas recomendam é que, os herdeiros fiquem com cada um dos imóveis. De acordo com a Academia Brasileira de Direito Processual, a cessão de direitos hereditários na prática funciona assim:

Se um herdeiro quiser comprar um direito hereditário por R$ 100.000,00 ele deve pagar os mesmos R$ 100.000,00 para a pessoa que quis ceder sua parte na  herança. 

Quem pode ter direito à herança? 

Como Vender Imóvel de Herança Rapidamente

Os cônjuges, filhos e netos com mais de 18 anos, podem ter direito à herança, desde que seus nomes estejam escritos no inventário, com as devidas documentações. No inventário, devem ser incluídos apenas os bens deixados pelo pai. 

Se a mãe tiver algum bem que a mesma conquistou fora do casamento, não devem ser incluídos no processo. Assim, a mãe tem direito de receber 50% da herança, e os filhos 25% respectivamente. É de extrema importância que o advogado que vai tratar do caso saiba o que está dizendo o Código Civil Brasileiro.

Neste Código, constam todas as regras e normas que devem ser seguidas, é fundamental não esquecer de nenhum detalhe, pois nesta situação, a Justiça costuma ser bastante rigorosa. Antes de começar o inventário, pergunte ao seu advogado sobre direitos de herança, ou seja, quem está autorizado a ter seu nome no inventário. 

Como é feito o registro de um imóvel que é herança?

O registro de bens é necessário para comprovar que realmente os proprietários são mesmo os donos legítimos. Primeiramente, para efetuar o registro, os proprietários devem apresentar o título aquisitivo do imóvel. 

Se for por meio de sucessão(herança), os herdeiros deverão apresentar o formal de partilha, escritura pública de inventário, ou mesmo a sentença homologatória, este último é válido apenas para herdeiro único.

O título aquisitivo do imóvel deverá ser protocolado no Cartório de Registro de Imóveis. Deve ser apresentada junto à prefeitura do município a Certidão Negativa de Débitos, para certificar que todos os impostos foram pagos. 

Se os herdeiros querem registrar seu imóvel antes de concluir o inventário, o processo pode ficar ainda mais complicado. Para este caso, recomenda-se a contratação de um advogado com registro na OAB, para poder validar os procedimentos. 

Não devemos esquecer que, o ITCMD deve ser recolhido no momento que é realizado o arrolamento dos bens, e é apurado os ativos e os passivos. Segundo o artigo 983 do Código Civil, o prazo para abertura do processo de inventário e partilha deve ser de 60 dias. E a conclusão deve acontecer em 12 meses. 

Se o prazo não for seguido corretamente, pode haver pagamento de multa, e no dia do julgamento os participantes não podem atrasar senão a sessão é cancelada. 

Em São Paulo, o valor da multa chega a 10% sobre o ITCMD, se caso ultrapassar os 180 dias, a multa pode chegar a 20%, conforme determinação do art. 21, inciso I, da Lei Estadual nº 10.705/00. 

Por lei, o inventário administrativo pode ser realizado em qualquer Cartório de Tabelionato de Notas. O tabelião é quem fica responsável por criar a escritura pública de inventário. É esta escritura que deve ser encaminhada para registro no Cartório de Imóveis, não há necessidade de uma homologação judicial. 

Para herdeiro único, apenas é necessário obter o pedido judicial de adjudicação, este deve ser homologado pelo juiz, conforme afirma o Grupo de Pesquisa em Direitos Fundamentais Sociais. 

Quais são os impostos sobre herança?

No Brasil, existe imposto para praticamente todos os tipos de transações, com relação às transações imobiliárias não é diferente. No momento do inventário, o inventariante deve pagar os seguintes impostos:

  •  Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doações (ITCMD);
  • Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF).

O ITCMD está presente no artigo 155, da Constituição de 1988, devem recolher este imposto quem está dentro do perfil de “transmissão” ou de “doação”. 

Conheça os serviços de uma imobiliária online?

Conheça os serviços de uma imobiliária online

Com o avanço da internet, os serviços de imobiliária mudaram, agora elas também estão online, e boa parte tem funcionários com registro no CRECI. A imobiliária entende perfeitamente das transações imobiliárias, e irá te ajudar com recolhimento de impostos e organização de documentos. 

Esta é a forma mais rápida e segura de vender um imóvel que esteja com as documentações em dia. Veja os benefícios que nossa equipe oferece aos nossos clientes:

  • Rápido;
  • Online;
  • Seguro.

Por estar online, nossa empresa se preocupa em proteger os dados dos clientes, então investimos alto em segurança da informação. Em nosso site, os clientes podem buscar imóveis, ou então realizar sua compra tranquilamente. 

Conclusão 

Se deseja vender imóvel de herança conheça ainda hoje nosso serviço 100% online. Em nossa plataforma, sua propriedade será exibida para os compradores certos, e os clientes conseguem ver o imóveis a um ângulo de 360º graus.

Se você anda sem tempo e precisa vender rapidamente seu imóvel de herança, cadastre-se e comece a receber as melhores ofertas. Agora só depende de você!